REVISTA BICICLETA - A alucinada história do Dia Mundial da Bicicleta
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Dezembro da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

Desafio dos Rochas
Revista Bicicleta - Edição 69

Assine

Revista Física
Revista Virtual



+bicicleta - Histórias da Bicicleta

A alucinada história do Dia Mundial da Bicicleta

Digamos, em síntese, que a bicicleta não era o foco da história real...

Revista Bicicleta por Pietro Battisti Petris
3.688 visualizações
19/04/2016
A alucinada história do Dia Mundial da Bicicleta
Montagem com o rosto de Albert Hofmann

Você deve imaginar que o dia 19 de Abril é comemorado como Dia Mundial da Bicicleta devido a alguma invenção ou progresso no mundo da bicicleta, como por exemplo, a invenção do próprio veículo de duas rodas. Mas não, não foi nada disso! É uma história mais recente do que a invenção das bicicletas. E é uma viagem!

O ano era 1938, logo antes de estourar a 2ª Guerra Mundial. O químico suíço Albert Hofmann estava trabalhando em um composto intendido como estimulante circulatório e respiratório (analéptico), no Sandoz Laboratories, hoje chamado Novartis. Depois de 25 tentativas de combinações, Hofmann chegou então a uma combinação derivada do ácido lisérgico, denominada Dietilamida do Ácido Lisérgico, cuja sigla em inglês é LSD (o nome ficou como LSD-25, por ser a 25ª tentativa). Aqui você já deve imaginar aonde a coisa foi parar.

A pesquisa foi interrompida por 5 anos durante a guerra, até o dia 16 de Abril de 1943, quando Hofmann voltou a examinar o LSD-25. Acidentalmente, ele absorveu um pouquinho do bagulho por meio dos dedos.

Tendo sentido os poderosos efeitos da substância, Hofmann decidiu que algo tão poderoso tinha de ser levado adiante. Então, em 19 de Abril de 1943, ele intencionalmente ingeriu 250 microgramas de LCD-25. Parece pouco? Para você ter uma ideia do poder de 250 microgramas de LSD, hoje, uma dose de 50 microgramas pode gerar alucinações por até 12 horas (é uma dose bem forte). Como você deve ter pensado, o Dr. Hofmann viu estrelas mesmo estando dentro do laboratório.

Achando que estava envenenado e que precisaria de atendimento médico, pediu para que sua secretária o levasse para casa. Mas a 2ª Guerra Mundial estava em curso, e com isso não haviam veículos automotores (ao menos por lá...). A solução? Uma bicicleta, é claro!

Os efeitos do LSD incluem alterações na capacidade de percepção, aumentando cores e sons, até mesmo trocando uma coisa por outra. O efeito depende de muitos fatores, e pode acabar indo para o lado inverso, causando ansiedade, pânico e delírio, um verdadeiro pesadelo acordado.

Muita coisa viu o Dr. Hofmann a caminho de casa. No começo, formas coloridas em movimento, como num caleidoscópio, círculos e espirais encantaram Hofmann. Segundo ele, “tudo no meu campo de visão estava ondulado e distorcido como se eu estivesse vendo em um espelho curvo. Também tive a sensação de não sair do lugar. Mesmo assim, minha assistente disse que a viagem foi muito rápida.”

As coisas ficaram amedrontadoras em casa. “Meus arredores agora tinham se transformado de um jeito mais aterrorizante. Tudo ao meu redor girou, e os objetos familiares e as peças da mobília assumiram formas grotescas e ameaçadoras. Elas continuavam em movimento, animadas, como se tivessem uma inquietação interior.”

O Dr. Hofmann lembra que sua vizinha trouxe leite para ele. Muito leite, a propósito, por que ele bebeu mais de dois litros. Mas o pior era a própria vizinha: “Não era mais ela, mas sim uma bruxa maléfica e traiçoeira usando uma máscara colorida.”

Depois de mais algumas horas de alucinação e pânico, o Dr. Hofmann adormece, e acorda no outro dia se sentindo muito cansado, porém alerta, e com alguns sentidos ainda aguçados.

Como a experiência psicodélica foi a bordo de uma bicicleta, 19 de Abril passou a ser lembrado e comemorado como Dia Mundial da Bicicleta. Talvez essa seja a parte mais alucinada da história... 19 de Abril ainda se encaixaria mais como dia do LSD, mas cá entre nós, essa data não daria certo!

O acontecido foi inusitado e engraçado, mas é importante lembrar que o LSD é uma droga fortíssima (uma das substâncias mais potentes já encontradas) e pode matar facilmente. Além de que, sendo uma droga ilícita, usar, comercializar ou distribuir é crime.

Você pode comemorar este dia de muitas formas, mas não inclua LSD + pedal entre elas...

 

Obs: Há um curta italiano, chamado A Bicycle Trip, facilmente encontrado no YouTube, que conta a história por meio de uma animação.

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Publicidade
Vídeos

 

 

Para fechar o banner, clique aqui ou tecle Esc.

Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados