REVISTA BICICLETA - A intolerância já deixa suas marcas em 2015
MPRO
Capacetes Giro

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 86

Leia

Revista
Bicicleta



+bicicleta - Ideias

A intolerância já deixa suas marcas em 2015

Revista Bicicleta por Therbio Felipe M. Cezar
32.444 visualizações
11/01/2015
A intolerância já deixa suas marcas em 2015
Foto: Divulgação

Esta quarta-feira ficou marcada por mais uma ação de intolerância extrema contra civis. Desta vez, o alvo foi a afamada revista francesa de sátira política Charlie Hebdo (criada em 1969), com sede na capital do país, com um saldo terrível de doze mortos e mais de dez feridos, até o momento.

Não é a primeira vez que o semanário francês publica charges tendo as figuras religiosas do oriente médio como personagens, e também, não é a primeira vez que sofre retaliações violentas. Em 2007 e 2011, por exemplo, as fortes críticas que publica às figuras do Islã e do Judaísmo Ortodoxo, sempre recheadas de sarcasmo, por vezes, de um gosto deveras duvidoso, receberam respostas fisicamente mais duras.

Clama-se por liberdade de expressão e liberdade de imprensa, mas até onde elas podem ou devem ir?

O presidente francês François Hollande publicou no Twitter a seguinte mensagem: "Aucun acte barbare ne saura jamais éteindre la liberté de la presse. Nous sommes un pays unis que saura réagir et faire bloc - Nenhum ato bárbaro vai extinguir a liberdade de imprensa. Nós somos um país unido e vamos reagir unidos".  

Talvez pareça ironia que justo a França que, historicamente, detém ideais de liberdade, igualdade e fraternidade também se mostre, por vezes, xenofóbica e preconceituosa, tomando para si o direito de caricaturização de outrem, seja quem for.

Ouvi um especialista em Ciência Política a dar sua opinião em um canal de notícias nacional enquanto estava no voo de Brasília para Belo Horizonte, hoje pela manhã, e o mesmo analisou que há um verdadeiro caldeirão de animosidades não só na França, mas em toda a Europa, e que tal fenômeno de violência é, em parte, resultado de uma genuína xenofobia, mas por outro, de uma sequência de políticas de imigração frustrantes no tocante aos direitos humanos dos migrantes.

Segundo o mesmo especialista, não há oportunidades igualitárias de emprego e renda para migrantes, porém, o Estado garante subsídios para sua sustentação. Sem ocupação, os jovens vivem na ociosidade e são alcançados por representantes de grupos extremistas médio-orientais e daí para o ingresso em organizações reconhecidas como terroristas são poucos passos.

Algumas atitudes já foram tomadas por diversos países da União Europeia no tocante a vetar o regresso de migrantes de orientação muçulmana/judaica que viajarem para fora de seus limites geográficos para fins de treinamento ou envolvimento com grupos extremistas de diferentes facções. Ocorre que, possivelmente o individuo não regresse para o país onde tem dupla cidadania, porém, ele, enquanto cidadão europeu, poderá passar a viver em quaisquer outros países que compõem o bloco político-econômico.

Desde 2005 a França não conhece uma agressão a civis com tal letalidade, como ocorreu no atentado à bomba que vitimou oito pessoas na estação Saint-Michel.

No ano de 2007, o então presidente francês Jacques Chirac declarou as publicações da Charlie Hebdo como provocativas e geradoras de consenso islamofóbico. Um ano mais tarde, organizações muçulmanas pediram a punição da revista por racismo. No ano de 2011, o governo francês se viu obrigado a fechar prédios de representação diplomática como embaixadas e consulados em mais de vinte países muçulmanos por conta de publicações ferozes do referido cartum.

A violência, ínfima ou extrema, velada ou declarada, implícita ou explícita, dirigida ou generalizada não se justifica.

Não há certos ou menos certos, porque onde o bom senso não habita a barbárie faz morada.

Além da perplexidade, ficam questionamentos. Quem está seguro?

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados