REVISTA BICICLETA - Alimentação e suplementação para o frio
MPRO
Lube Cera Premium

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 84

Leia

Revista
Bicicleta



+bicicleta - Saúde

Alimentação e suplementação para o frio

No período do ano em que as temperaturas começam a cair, os treinos de ciclismo devem ser devidamente orientados em relação a alimentação e suplementação para potencializar o desempenho no treino, minimizar a perda de calor e manter a temperatura corporal.

Revista Bicicleta por Amanda Miranda
43.597 visualizações
22/05/2015
Alimentação e suplementação para o frio
Foto: Sterling Lorence / Trek

Dicas para ciclismo no inverno:

1) Faça uma refeição farta em carboidratos complexos ricos em fibras, uma hora antes do treino. O carboidrato é o principal nutriente responsável por fornecer energia para o organismo. Para um bom desempenho durante o exercício é fundamental garantir a quantidade adequada de carboidrato na refeição que antecede a atividade. Os alimentos fontes de carboidratos são os pães, massas, arroz, batata doce, mandioca, cará, inhame, frutas, sucos de frutas. Isso não significa que você deve comer maior quantidade de alimentos, somente ter maior porção de carboidrato.

2) Durante o treino você também deve ingerir carboidrato, já que as reservas de glicogênio muscular e hepático (fonte de energia endógena) esgotam ao longo do exercício. Esse carboidrato deve ser de fácil digestão, como a maltodextrina, dextrose e frutose. Em temperaturas baixas, há um maior gasto metabólico, já que o corpo aumenta o metabolismo para manter a temperatura corporal. Portanto, é muito importante comer a cada 30, 40, 50 minutos ou uma hora; isso varia de acordo com o tempo e intensidade do treino e biótipo do atleta.

3) Hidratação: Evite bebidas quentes durante a atividade pois o esvaziamento gástrico fica mais lento, o qual pode causar desconforto durante a atividade física. Após o treino a bebida quente é recomendada para aquecer o corpo das temperaturas baixas.

4) A suplementação com estimulantes naturais, como a L-taurina, Rhodiola Rosea, Ginseng e cafeína, podem aumentar o metabolismo corporal e potencializar o desempenho na atividade.
A maneira mais fácil de atingir as quantidades de carboidrato durante o ciclismo é usar uma bebida da caramanhola associada a um alimento sólido durante todo o percurso. Em geral, você deve contar média de 30 a 70 gramas de carboidrato por hora de treino. Ótimas opções de alimentos para consumir durante o treino, para substituir o tradicional gel de carboidrato:

  • Uma bisnaguinha + azeite de oliva + sal                                                                                                                                   
  • Purê de batata doce, inglesa, cará ou mandioca cozidos em água e porcionado em saquinhos de alimentos.                                                                                         
  • Uva passa, banana seca, damasco, figo, goiaba, morango desidratados, castanhas                                               
  • Bolinhas de frutas secas: hidratar 200 gramas de tâmaras, banana passa, uva passa, damasco, durante uma hora. Colocar em um processador de alimentos todas as frutas, uma colher de sopa de óleo de coco, canela em pó e castanhas variadas. Fazer bolinhas com uma colher de sopa e acondicionar em sacos plásticos próprios para alimentos.

Receita purê: três colheres de sopa de batata inglesa ou doce ou cará ou inhame, mandioca ou mandioquinha cozida e amassada + azeite de oliva + sal ou azeitona. Colocar em um pacote plástico e fechar bem. 

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados