REVISTA BICICLETA - Caloi Peri
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Maio - Junho 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 79

Leia

Revista
Bicicleta



+bicicleta - Raridades

Caloi Peri

Revista Bicicleta por Valter F. Bustos
39.166 visualizações
25/12/2013
Caloi Peri
Foto: Valter F. Bustos

Ao longo de sua história, a Caloi sempre teve uma linha de produto que marcou o segmento das duas rodas no país. Ademais, com um mercado monopolizado e informalmente dividido com a sua concorrente direta, fosse o que fosse, os produtos lançados eram absorvidos. Alguns, como as linhas Fiorentina, Berlineta, 10 e Ceci, inegavelmente, fizeram história.

O início dos anos 80, além da introdução dos modelos Cross, ficou marcado pelo aparecimento de uma linha de bicicletas com visual mais clássico, tipo turismo, mais bonitos e bem acabados como a Turismo 3 da Peugeot, a Gran Tour III da Monark, e a Peri da Caloi. A Peri veio no encalço da Ceci, esta, com ampla aceitação pelo mercado feminino, além de um forte e bem-sucedido trabalho de marketing feito pela empresa. De certa forma, o êxito da linha “10” e sua consagração junto aos compradores influenciou na aceitação do produto, até porque o desenho do quadro de ambas eram semelhantes, porém, com atrativos que buscavam atender a um segmento desejoso de beleza e conforto. Por essa razão ela veio equipada com paralamas, bagageiro, guidão alto e um câmbio Suntour Honor, de três velocidades.

Idealizada para um público mais maduro e esportista, acompanhava o modelo um porta-raquete de tênis, modalidade esportiva para a qual a classe média brasileira começava a ter um interesse especial. O sucesso da Peri foi imediato. Montada com um quadro tamanho 26 e aros nas medidas 26 X 1.3/8, tinha a agilidade própria das bicicletas de turismo, além do bagageiro que permitia transportar uma mochila ou bolsa com os objetos de uso pessoal. O conjunto harmônico era completado por um selim de boa qualidade produzido pela “Ducor”, peça fundamental, inclusive, para estimular o uso da bicicleta numa época em que não existiam suspensões dianteiras ou traseiras no mercado. As poucas exceções eram ruins e pesadas.

As cores metalizadas em azul, prata, verde e dourada, conferiam um toque especial à bicicleta. Os freios estampados tipo Center-pull nunca foram lá grande coisa em termos de confiabilidade. No entanto, o conjunto do movimento central com caixas de rosca com 34,7 mm de diâmetros eram excelentes! A coroa e pedivela travados por chavetas raramente apresentavam folgas. Resumindo: quem teve uma, sente saudades. Já os que guardam, dificilmente vendem ou trocam.

Ficha Técnica:

Bicicleta Caloi Peri, modelo masculino, aro 26, prateada, equipada com câmbio de três velocidades e acionamento através de cabo por alavanca, presa ao guidão da bicicleta. Acompanha um porta-raquete de tênis, presa na lateral do bagageiro.

Condição: original/conservada.

Origem: nacional.

Acervo: MuBi.

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados