REVISTA BICICLETA - Mountain Race BR - Downhill não tem gênero nem idade
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Janeiro / Fevereiro 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 70

Assine

Revista Física
Revista Virtual



+bicicleta - Grupo de Pedal

Mountain Race BR - Downhill não tem gênero nem idade

Em Itupeva – SP, iniciativa desenvolve pistas, elabora eventos e realiza outras ações com o objetivo de tornar o Downhill acessível a crianças, jovens, mulheres e todos que têm o desejo de praticar a modalidade.

Revista Bicicleta por Anderson Ricardo Schörner
1.503 visualizações
15/06/2016
Mountain Race BR - Downhill não tem gênero nem idade
Foto: Mountain Race Br

Enquanto Filip Polc comemorava – em rede nacional na programação global - o seu pentacampeonato na Descida das Escadas de Santos, no início de 2015, Daniel Diani Silveira e Pardal, de Itupeva – SP, ainda saboreavam a dobradinha na categoria Juvenil. Sem todo o glamour da Elite em que um dia sonham chegar, e sem o patrocínio de um eslovaco multicampeão que, quem sabe, um dia ainda terão, mas com a mesma paixão deveras notável pelo Downhill. Como eles chegaram lá?

Daniel e Pardal fazem parte de um time de 30 pilotos apoiados pela Mountain Race Br, uma empresa de eventos esportivos de propriedade de... Uma mulher! Andréia Rodrigues, 40 anos, capitaneia a iniciativa e, enquanto os títulos se amontoam nas prateleiras, vindos de diversos eventos Brasil afora, ela trabalha para que os jovens talentos possam ingressar no Downhill. Hoje, na categoria Kids, com nove anos, na categoria Feminina, provavelmente no Pódio da Juvenil e no top cinco da Júnior, a Mountain Race Br estará representada por atletas que ganharam a oportunidade de experimentar o Downhill.

E como não podia deixar de ser, ela trabalha para que as mulheres também ganhem confiança para as descidas. Segundo Andréia, “a Mountain Race Br se preocupa com aqueles que querem participar de provas de Downhill, mas não o fazem por medo das pistas perigosas. Então, resolvemos fazer pistas tranquilas onde todos podem praticar, desde a Elite até aqueles que não têm habilidade nenhuma. É assim que muitas mulheres e crianças estão começando a participar de eventos de Downhill”.

Tudo começou em 2012, quando o filho de Andréia pediu para participar do Copa Core Downhill, prova realizada pelo piloto Djone Fornari. Antes da primeira etapa, porém, a bike rígida que montaram para ele foi roubada. Para a segunda etapa, conseguiram uma bicicleta emprestada e o garoto alcançou a quinta colocação. “Nesse dia eu me apaixonei pelo esporte”, revela Andréia, “e comentei com o Djone Fornari que um dia eu ainda realizaria um evento assim na minha cidade. Mesmo achando um pouco perigoso, passei a apoiar meu filho em todas as corridas”.

Em 2014, o sonho de levar uma prova de Downhill para Itupeva se concretizou. Juntamente com o Djone, Andréia planejou levar três etapas para a cidade. A primeira etapa, válida pela Copa São Paulo e realizada pela equipe do Djone, contou com quase 90 atletas competindo. “Mas por motivos particulares”, diz ela, “a equipe do Djone cancelou as outras etapas. Todos os pilotos vinham me perguntar o motivo do cancelamento, e foi aí que eu tomei coragem e resolvi assumir a realização dos eventos na minha cidade. Nascia a Mountain Race Br”. Em agosto, o primeiro evento já contou com 120 pilotos. Foi um sucesso!

Outros eventos foram acontecendo, sempre com o apoio da prefeitura municipal. No Desafio de São Venâncio, por exemplo, Andréia criou uma pista completamente pensada para as crianças e mulheres. A categoria Feminina teve nove participantes, algumas eram namoradas e até mães de pilotos. Na categoria Kids, seis crianças participaram. Teve diversão e desafio para todos, dos nove aos 50 anos.

Além de buscar fortalecer o Downhill e torná-lo acessível para todos, inclusive e especialmente crianças e mulheres, o Mountain Race Br ainda reforça em seus eventos o caráter social. “Em todos os eventos arrecadamos fundos para ajudar instituições. No primeiro evento arrecadamos 63 latas de leite para doar ao Hospital Grendac de Jundiaí, onde são tratadas crianças e adolescentes com câncer. Ajudamos uma galera de Ferras de Vasconcelos – SP a realizar uma corrida em prol da comunidade local, onde foram arrecadados brinquedos e a renda das inscrições também foi revertida para a comunidade. No Desafio Fim de Ano, colocamos crianças deficientes para participar da prova; entre os 120 pilotos, estavam nove crianças da Apae da cidade”, destaca Andréia.

Eventos criativos e diferenciados são outra marca da Mountain Race Br. O Bike Love, por exemplo, foi organizado no final de semana dos namorados. Os casais foram incentivados a participar juntos, sendo os tempos dele e dela somados para definir a classificação. E em outubro, Andréia organizou algo que é realmente inovador: um Downhill Noturno. “Tive a ideia quando meu companheiro resolveu correr à noite na pista que criei para meu filho treinar”, diz Andréia. “Com uma lanterna, ele explorou o percurso que, embora não seja difícil para quem já pratica o esporte, se transformou em um desafio totalmente diferente. O primeiro Downhill Noturno do estado de São Paulo foi uma experiência maravilhosa”.

Com tantas iniciativas legais, a Mountain Race Br tem conseguido atrair crianças, adultos, mulheres, homens, casais e famílias inteiras para o Downhill, um esporte radical e cheio de adrenalina que não tem gênero nem idade.

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Vídeos

 

 

Para fechar o banner, clique aqui ou tecle Esc.

Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados