REVISTA BICICLETA - Patagônia dos Vales e Vulcões
Divulgue sua marca aqui!
Lube Cera Premium

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 83

Leia

Revista
Bicicleta



+bicicleta - Cicloturismo

Patagônia dos Vales e Vulcões

Desde 2002, pelo menos uma vez ao ano, durante o verão sigo para alguma cicloviagem na Argentina. E nesses anos foram mais de dez travessias dos Andes em pelo menos sete locais diferentes. Os Andes, assim como as Montanhas Rochosas, são de formação geológica recente. Como a Cordilheira dos Andes ainda não foi muito desgastada pelos agentes da erosão, existem ali grandes altitudes como, por exemplo, o Pico Aconcágua, na Argentina, com 6.959 metros de altura. A Cordilheira dos Andes se estende da Venezuela até o sul do Chile, tendo aproximadamente 7.500 quilômetros. Em alguns trechos, apresenta 3.000 quilômetros de largura e enormes altitudes.

Por Paulo de Tarso
22.692 visualizações
11/02/2018
Patagônia dos Vales  e Vulcões
Foto: Paulo de Tarso

A Cordilheira dos Andes é um lugar fascinante e faz o planeta mais bonito.Minha última cicloaventura de MTB por lá aconteceu em março desse ano, bem no coração das Cordilheira dos Andes na Argentina, na região da Patagônia dos Vales e Vulcões.

Foi uma cicloviagem no mais puro mountain bike por estradas de terra pouco transitadas e belíssimas trilhas, onde percorremos um dos caminhos mais belos da Argentina. E duríssimo também; por dia a média foi de 1.500 metros de altimetria acumulados. É uma experiência pessoal de superação e sacrifícios, recompensados enormemente com uma íntima satisfação de pedalar no coração dos Andes graças ao seu esforço. É uma semana onde nos abstraímos completamente da vida cotidiana, para viver em um mundo que só vemos em documentários. As paisagens são incríveis.

Já no primeiro dia, um imprevisto. O trajeto, que inicialmente seguiria acompanhando o rio Barrancas, subindo até 2.800 metros, onde acamparíamos perto da Lagoa Varvarco Tapia, próximo ao Vulcão Varvarco Domuyo de 4.700 metros de altitude, teve que mudar parte do planejamento da viagem, pois uma tempestade no alto das montanhas interrompeu parte do caminho com diversas avalanches. Por sorte não ficamos presos entre as várias que aconteceram. Neste dia tivemos que voltar ao pequeno povoado de Barrancas e no dia seguinte seguimos com nossa van por mais de 400 quilômetros, durante todo o dia, por estradas bem ruins, até o ponto que seria nosso terceiro dia de acampamento.

Nem por isso a viagem deixou de ser bela e dura. Foi uma cicloviagem exigente e dura do ponto de vista físico, somando quase 3.800 metros de altimetria somente nos primeiros três dias, passando por paisagens que compensaram qualquer esforço e premiando assim os ciclistas participantes com uma maravilhosa e inesquecível experiência. O grupo foi formado por trinta pessoas entre ciclistas do Brasil e Argentina, além de uma equipe de apoio.

O trajeto na maior parte seguiu por estradas de terra típicas da Patagônia, de “rípio” e terra vulcânica. Quanto mais para o interior, mais pedras e pior a estrada ficava, deixando a pedalada ainda mais dura. Atravessamos riachos de águas quentes, observamos os únicos gêiseres da Argentina, pedalamos em paisagens desérticas, avistamos picos nevados do vulcão Domuyo e também de muito verde  entre as montanhas e suas florestas de pinheiros. Simplesmente deslumbrante!

Em 2018 o Sampa Bikers organizará novamente essa cicloviagem, de 20 a 27 de janeiro. As inscrições estão abertas. Saiba mais:

✉ sampabikers.com.br 

 

 ☎ 11 5517 7733

Um dos locais que mais me chamou a atenção foi uma cachoeira de águas quentes, fruto das atividades vulcânicas que acontecem abaixo do “Domuyo”, com banhos que variavam entre 35°C e 50°C.

Outro lugar que gostei foi pouco antes de entrar no povoado Varvarco, onde fomos contemplados com um espetáculo maravilhoso da natureza: o Rio Neuquen, de água clara, e o Rio Varvarco, de água turva, se unem e seguem por várias centenas de metros sem se misturar, um verdadeiro espetáculo da natureza!

Foi uma viagem muito intensa e que ano que vem com certeza farei novamente!

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados