REVISTA BICICLETA - Trancoso - Bahia
MPRO
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 85

Leia

Revista
Bicicleta



+bicicleta - Roteiros - Brasil - Nordeste

Trancoso - Bahia

Trancoso é uma vila baiana charmosa, tranquila e com biodiversidade preservada. Fundada no início da colonização do Brasil pelos jesuítas, mantém os traços históricos mesclados com todo o charme atual, cercada ainda por praias lindíssimas e natureza exuberante.

Revista Bicicleta por Paulo de Tarso
39.766 visualizações
17/09/2014
Trancoso - Bahia
Foto: Paulo de Tarso

Localização

Trancoso é um distrito de Porto Seguro, localizado no litoral sul baiano. Fica a 732 km de Salvador, capital da Bahia, e a 26 km de Porto Seguro.

Acesso

Por ar: voos de todo o país chegam ao aeroporto de Porto Seguro.
Por terra: pode-se ir a Trancoso por dois caminhos. Chegando até Porto Seguro, pegar a balsa com destino a Arraial d’Ajuda, que fica a 24 km de Trancoso, em estrada mista de terra e asfalto, ou acessando a BA-001 pelo km 33 da BR que liga Eunápolis a Porto Seguro. A partir da BR, são 47 km até Trancoso em estrada de asfalto, totalizando 80 km desde Eunápolis. De ônibus, há diversos horários que partem de Arraial d’Ajuda e Porto Seguro para Trancoso.

Praias deslumbrantes, a linda igrejinha branca da praça central conhecida como Quadrado, as casas coloridas que hoje vendem peças de grifes caras, restaurantes badalados, tudo isso rodeado com árvores de cacau, tamarindo, jambo e jaca. Essa simpática vila originada de uma aldeia jesuíta do século XVI, mantem-se até hoje como um dos últimos exemplares ainda conservados das povoações do Brasil nos primeiros anos.

Trancoso fica no alto de um outeiro, de onde se descortina um cenário de praias, falésias, foz de rios e coqueiral. A vila tem o traçado urbano típico dos jesuítas. A planta é um grande retângulo com a igreja de São João Batista em uma das cabeceiras e casinhas construídas em linha reta, baixas e grudadas umas nas outras, formando uma grande praça: o Quadrado, um sítio histórico dos mais valiosos dentro da Costa do Descobrimento.

A aldeia de São João Batista dos Índios, atual Trancoso, foi fundada com a finalidade de defender a aldeia dos contrabandistas de pau-brasil que chegavam pelo litoral. Passados quase 500 anos, a vila assiste hoje à chegada de turistas nacionais e estrangeiros, em busca de sol, mar, tranquilidade e muita história. Trancoso combina elegância e simplicidade, no mais autêntico estilo rústico, com sofisticação.

As praias de Trancoso proporcionam momentos de verdadeiro deleite. Do Rio da Barra à praia dos Coqueiros são vários quilômetros de praias transparentes, entrecortadas por rios e mangues, um dos ecossistemas mais ricos e produtivos da terra. As águas límpidas e mornas são um convite irresistível ao mergulho. Barracas de praia com cobertura de piaçava oferecem mais conforto e opções gastronômicas, como peixe assado na telha, lagosta, moqueca de peixe, casquinha de siri, carnes e mariscos em geral.

O que pouca gente sabe é que a região também é excelente para dar umas boas pedaladas. Seja simplesmente para um curto passeio pela praia ou mesmo pedaladas em meio à mata atlântica, são muitas as opções. O Sampa Bikers realiza passeios de bicicleta na região desde o ano 2000 e considera esta uma das melhores rotas de cicloturismo do Brasil. Há, inclusive, uma cicloviagem de seis dias pela Rota do Descobrimento, cortando as mais belas praias e trilhas do Sul da Bahia.

Quem leva:

Natural Eco Bike: empresa local que organiza passeios de bicicleta durante todo o ano.
www.naturalecobike.com

Sampa Bikers: organiza anualmente a Rota do Descobrimento. Em 2014, o roteiro será realizado do dia 01º a 08 de dezembro.
www.sampabikers.com.br 

Pela praia é possível pedalar até Arraial d’Ajuda. São apenas 14 km, mais é importante ficar ligado na tábua das marés. Pela praia também é possível seguir pedalando até a famosa Praia do Espelho, considerada uma das mais bonitas do litoral brasileiro; o cuidado deve ser o mesmo: as marés. No meio do caminho há um grande rio para atravessar, o rio dos Frades, onde quase sempre tem alguém para atravessar. 

Como de seis em seis horas a maré sobe, com certeza quando estiver por lá a volta não será possível mais pela praia. Neste caso, a dica é voltar pela estradinha de terra que corta o belo Vale dos Búfalos. Por ali também tem uma infinidade de trilhas de mountain bike para todos os níveis de dificuldade, mas para desfrutá-las é necessário um conhecimento especializado na região para indicar os melhores locais. Por isso, é indicado contratar um serviço de guia local oferecido pela Natural Eco Bike.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados