REVISTA BICICLETA - Viseu – Portugal: um lugar de encantos para o Cicloturismo
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Maio - Junho 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 78

Leia

Revista
Bicicleta



+bicicleta - Cicloturismo

Viseu – Portugal: um lugar de encantos para o Cicloturismo

Revista Bicicleta por Therbio Felipe M. Cezar
36.104 visualizações
11/12/2014
Viseu – Portugal: um lugar de encantos para o Cicloturismo
Foto: Therbio Felipe M. Cezar

Tantos são os motivos que nos mantêm unidos a Portugal, não é mesmo? O país se mostra como um dos destinos europeus que oferece excelentes pedaladas por lindos cenários naturais e culturais, emoldurados por vinhos de primeira grandeza, gastronomia farta e de saber inigualável, confeitaria típica, hospedagens para todos os gostos e bolsos, além de uma topografia muito prazerosa para o cicloturista.

A facilidade da língua acaba contando pontos para quem ainda não domina o inglês, alemão e francês, e faz com que Portugal comece a receber, ainda que timidamente, grupos de ciclistas brasileiros exigentes.

Atravessa-se o país de sul a norte em menos de 900km e de leste a oeste com um pouco mais de 250 km, e há tanto para ver que sequer imaginamos, porque a promoção que nos chega fortemente ainda vende, quase exclusivamente, Lisboa e Porto, salvo exceções.

Deixando para uma próxima visita os famosos destinos de Coimbra, Setúbal, Fátima, Évora, Sintra, Braga, Sagres, Figueira da Foz e Aveiro, têm-se em Viseu, banhada pelo Dão e pelo Vouga, uma excelente escolha de hospedagem, gastronomia e cultura. A cidade, de não mais que 100 mil habitantes, é calma, ordenada, segura, limpa, bonita, enfim, como toda a cidade deveria ser. Mas, em Viseu, tudo é especial.

A região de turismo Dão-Lafões, onde Viseu ocupa o coração, é composta por um sistema montanhoso e campestre entremeado de pequenos vilarejos, possivelmente dos mais antigos que por lá se pode encontrar. Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Castro Daire, Vila Nova de Paiva, São Pedro do Sul e Vouzela (onde estão os mais saborosos pastéis de feijão de toda a Beira), são caminhos tortuosos e que compõem uma paisagem debruçada em breves escarpas, vinhedos, sítios de águas termais e recantos de silêncio e descanso.

Passear pela Ecopista do Dão, uma ciclovia de 49km entre Santa Comba Dão e Viseu, é um dos inúmeros roteiros que se pode percorrer com facilidade, aproveitando para conhecer vilas como a de Tondela, por exemplo.

Viseu é um recanto muito organizado e o ciclista não vai ter dificuldades na cidade, visto que, culturalmente, bicicletas nas ruas são bem-vindas.

O desenho urbano sugere pedaladas matinais, passando por portais medievais, pelo largo da Sé Catedral de Viseu (século XIII), Museu Grão Vasco e Caramulo, praças lindamente conservadas, vários chafariz em atividade, murais azulejados, entre tantos outros aspectos que o visitante não se deve furtar de ver e reconhecer. Reserve um tempo generoso para visitar o Solar do Dão, cuja estada compreende provas de excelente vinho desta consagrada região.

A gastronomia local é farta, muito bem servida. É um convite ao deguste sem qualquer pressa. Leite-Creme, Bochechas do Porco Preto, Arroz de Carqueja, Borrego assado, Entrecosto com Chouriço e Grelos, Rancho à moda de Viseu, pães, morcela de boches, entre tantas outras iguarias fazem da mesa viseense um deleite puro.

Pedale por Viseu. Pedale por Portugal.

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados