REVISTA BICICLETA - Viseu – Portugal: um lugar de encantos para o Cicloturismo
MPRO
Lube Cera Premium

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 84

Leia

Revista
Bicicleta



+bicicleta - Cicloturismo

Viseu – Portugal: um lugar de encantos para o Cicloturismo

Revista Bicicleta por Therbio Felipe M. Cezar
37.690 visualizações
11/12/2014
Viseu – Portugal: um lugar de encantos para o Cicloturismo
Foto: Therbio Felipe M. Cezar

Tantos são os motivos que nos mantêm unidos a Portugal, não é mesmo? O país se mostra como um dos destinos europeus que oferece excelentes pedaladas por lindos cenários naturais e culturais, emoldurados por vinhos de primeira grandeza, gastronomia farta e de saber inigualável, confeitaria típica, hospedagens para todos os gostos e bolsos, além de uma topografia muito prazerosa para o cicloturista.

A facilidade da língua acaba contando pontos para quem ainda não domina o inglês, alemão e francês, e faz com que Portugal comece a receber, ainda que timidamente, grupos de ciclistas brasileiros exigentes.

Atravessa-se o país de sul a norte em menos de 900km e de leste a oeste com um pouco mais de 250 km, e há tanto para ver que sequer imaginamos, porque a promoção que nos chega fortemente ainda vende, quase exclusivamente, Lisboa e Porto, salvo exceções.

Deixando para uma próxima visita os famosos destinos de Coimbra, Setúbal, Fátima, Évora, Sintra, Braga, Sagres, Figueira da Foz e Aveiro, têm-se em Viseu, banhada pelo Dão e pelo Vouga, uma excelente escolha de hospedagem, gastronomia e cultura. A cidade, de não mais que 100 mil habitantes, é calma, ordenada, segura, limpa, bonita, enfim, como toda a cidade deveria ser. Mas, em Viseu, tudo é especial.

A região de turismo Dão-Lafões, onde Viseu ocupa o coração, é composta por um sistema montanhoso e campestre entremeado de pequenos vilarejos, possivelmente dos mais antigos que por lá se pode encontrar. Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo, Castro Daire, Vila Nova de Paiva, São Pedro do Sul e Vouzela (onde estão os mais saborosos pastéis de feijão de toda a Beira), são caminhos tortuosos e que compõem uma paisagem debruçada em breves escarpas, vinhedos, sítios de águas termais e recantos de silêncio e descanso.

Passear pela Ecopista do Dão, uma ciclovia de 49km entre Santa Comba Dão e Viseu, é um dos inúmeros roteiros que se pode percorrer com facilidade, aproveitando para conhecer vilas como a de Tondela, por exemplo.

Viseu é um recanto muito organizado e o ciclista não vai ter dificuldades na cidade, visto que, culturalmente, bicicletas nas ruas são bem-vindas.

O desenho urbano sugere pedaladas matinais, passando por portais medievais, pelo largo da Sé Catedral de Viseu (século XIII), Museu Grão Vasco e Caramulo, praças lindamente conservadas, vários chafariz em atividade, murais azulejados, entre tantos outros aspectos que o visitante não se deve furtar de ver e reconhecer. Reserve um tempo generoso para visitar o Solar do Dão, cuja estada compreende provas de excelente vinho desta consagrada região.

A gastronomia local é farta, muito bem servida. É um convite ao deguste sem qualquer pressa. Leite-Creme, Bochechas do Porco Preto, Arroz de Carqueja, Borrego assado, Entrecosto com Chouriço e Grelos, Rancho à moda de Viseu, pães, morcela de boches, entre tantas outras iguarias fazem da mesa viseense um deleite puro.

Pedale por Viseu. Pedale por Portugal.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados