REVISTA BICICLETA - WS Cruiser - A Harley-Davidson brasileira movida a pedal
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Janeiro / Fevereiro 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 70

Assine

Revista Física
Revista Virtual



+bicicleta - Raridades

WS Cruiser - A Harley-Davidson brasileira movida a pedal

Já pensou poder escolher uma bicicleta no estilo Cruiser, com o layout e as cores que mais lhe agradam, ou até criar um projeto personalizado de bicicleta naquele estilão retrô super exclusivo? É exatamente esta a proposta da WS Cruiser, empresa catarinense que, desde 2012, produz praticamente de maneira artesanal bicicletas com e sem auxílio elétrico e motorizadas.

Revista Bicicleta por Anderson Ricardo Schörner
5.173 visualizações
08/08/2016
WS Cruiser - A Harley-Davidson brasileira movida a pedal
Foto: WS Cruiser / Divulgação

É impossível rodar com uma delas sem ser notado. Até quem não curte muito pedalar fica com vontade de ter uma dessas. Inspiradas em motos clássicas, as bicicletas da WS Cruiser têm um estilo inconfundível e apaixonante que alia beleza, conforto e ergonomia.

Foi em 2012 que o jovem casal gaúcho Leandro e Taina resolveu tentar fazer algo diferente, que estivesse mais em sintonia com os seus próprios gostos e estilos. Leandro era projetista mecânico. Sua esposa Taina era responsável pela administração da empresa em que trabalhavam. Estabelecidos em São João do Sul – SC, na divisa com o Rio Grande do Sul, eles começaram a criar os primeiros modelos dessas super bikes.

“Sempre fomos fanáticos por motos e bicicletas antigas”, diz Leandro, “e o que primeiro era apenas um simples projeto de construir bicicletas para nós mesmos, virou nosso negócio quando despertamos o desejo de outras pessoas, que gostaram do nosso design retrô moderno”. 

Em novembro de 2012, com o negócio próprio já formalizado, foram comercializadas as primeiras unidades da WS1, a primeira arte desenvolvida pela WS Cruiser. Atualmente, são fabricadas em média 15 a 25 bikes por mês, atendendo o Brasil inteiro e até outros países.

O estilo Cruiser remete às motocicletas clássicas, como as famosas Harley-Davidson e Indian. Elas se tornaram símbolo do chamado “sonho americano”, representando o ideal de liberdade, sucesso e felicidade, com um quê de rebeldia. Elas são caracterizadas pelo estilo de pilotagem em que o condutor fica com os pés mais para a frente e as mãos mais para cima, no almejo de uma posição mais ereta e confortável para o deslocamento de grandes distâncias.

“Optamos por trabalhar com modelos Cruiser pois queríamos fazer bicicletas confortáveis para o dia a dia, para pessoas que não são ciclistas profissionais, e sim para aqueles que desejam um meio de transporte e lazer com grande estilo, juntamente com conforto”, afirma o casal.

As bicicletas da WS Cruiser são feitas sob encomenda, do jeito que o cliente quer. Segundo Leandro, “dessa forma o cliente consegue algo exclusivo, com o qual ele se identifica. É algo memorável para a vida toda”. A produção de uma bicicleta exige mão-de-obra em engenharia, solda, pintura, montagem e embalagem, e quase tudo é feito de maneira artesanal. 

Os projetos têm um custo, em média, de R$ 1.500,00 a R$ 5.000,00 para as bicicletas convencionais; de R$ 5.500,00 a R$ 15.000,00 para as bicicletas elétricas; e de R$ 6.000,00 a R$ 12.000,00 para as bicicletas motorizadas ou réplicas de motos antigas, que fazem de 50 a 80 km por litro. “O mercado de bicicletas customizadas no Brasil ainda é bem restrito e pouco conhecido, mas tem crescido ano após ano”, revela Leandro, “e as pessoas que nos procuram geralmente são amantes de motocicletas, harleiros e pessoas que procuram um meio de transporte econômico sem perder o status. A vantagem de realizar um projeto customizado é ter um produto com o qual o cliente interage com a fábrica e tem a certeza de que fica do jeito que se quer ou precisa, com mais qualidade e melhor esteticamente do que os milhares de modelos iguais que estão nas lojas”.

O modelo mais cobiçado atualmente é a WS Rock 350W, bicicleta elétrica com bateria de íon lítio que alcança cerca de 100 km de autonomia. O modelo possui suspensão dianteira, farol, cubo de marchas Nexus, pneus 3.0 e custa cerca de R$ 6.300,00.

E a crise? Mais ajuda do que atrapalha, segundo o casal: “o aumento dos combustíveis fez com que a procura por um meio de transporte mais econômico aumentasse, e acredito que isto reflete para todo o mercado da bicicleta. Esperamos que a crise que ainda deve permear todo o ano de 2016 e talvez mais, traga a consciência de que a bicicleta é a melhor forma de economia e de bem-estar com o meio ambiente. Sendo assim, o mercado da bicicleta deve se manter mais firme que muitas outras áreas. Além da crise momentânea que o Brasil atravessa, nosso pensamento com relação ao ciclismo é trabalhar com sustentabilidade, é plantar um presente que garanta a subsistência das novas gerações, num planeta que pede socorro. Gostamos de pensar que semeamos a consciência para evitarmos essa crise eminente e muito mais abrangente”.

Taina e Leandro, no Prêmio Design DCatarina 2014. - Foto: WS Cruiser / Divulgação

Este poderia ser o novo “sonho”, protagonizado, quem sabe, com um pouco de brasiliedade.

Contato WS Cruiser

wscruiser@wscruiser.com
WhatsApp: 54 91869774

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Vídeos

 

 

Para fechar o banner, clique aqui ou tecle Esc.

Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados