REVISTA BICICLETA - Bicicleta pode ser uma importante aliada na manutenção da qualidade de vida
MPRO
Lube Cera Premium

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 83

Leia

Revista
Bicicleta



Notícias

Bicicleta pode ser uma importante aliada na manutenção da qualidade de vida

Pedalar pode trazer inúmeros benefícios para a saúde física e mental, além de contribuir para o melhoramento da mobilidade urbana

Por Kalf/Divulgação
7.482 visualizações

Bicicleta pode ser uma importante aliada na manutenção da qualidade de vida
Foto: ShutterStock

Desde o final do século 19, quando a bicicleta chegou ao Brasil, trazida pelos imigrantes europeus, o veículo tem mostrado o seu potencial como um aliado na manutenção da qualidade de vida. Embora comumente associada ao universo infantil - muitas crianças sonham com a primeira bicicleta - e ao universo esportivo, a bicicleta não só pode ser utilizada para a prática de exercícios e nos momentos de lazer, mas também para o deslocamento diário.

De acordo com Tércio Caparrós Paiva, diretor da Kalf Bikes, incorporar o hábito de pedalar à rotina exige do ciclista alguns cuidados. “Observar as normas de trânsito e utilizar equipamentos adequados não só ajudam a assegurar a segurança do ciclista, como também influenciam diretamente em seu bem-estar”, afirma.

Considerado uma das formas de lazer mais acessíveis, o hábito de andar de bicicleta pode impactar positivamente a saúde do ciclista. De acordo com um estudo dinamarquês realizado por 14 anos com pessoas entre 20 e 93 anos, a bicicleta pode ser uma importante aliada na prevenção de doenças cardíacas. Também é possível queimar cerca de 2.000 calorias por semana pedalando por uma hora todos os dias (uma média de 300 calorias perdidas por dia e, ao final de um ano, cerca de cinco quilos de gordura perdidos) e melhorar a saúde dos pulmões. A bicicleta ainda pode ajudar na recuperação de lesões (melhorando a força, equilíbrio e coordenação motora) e, adicionalmente, a prevenir problemas como artrite, osteoporose e lesões ósseas em geral. Quem sofre de depressão, ansiedade e estresse também pode ser beneficiado, pois a prática favorece os níveis de endorfina, acabando com o mau humor e favorecendo o bem-estar.

O mesmo estudo atesta que pessoas que se deslocam para o trabalho pedalando têm duas a três vezes menor exposição à poluição, se comparadas às pessoas que se dirigem por meio de transporte público ou carro. “Além dos benefícios para a saúde, pedalar ajuda a conservar o meio ambiente, já que as bicicletas não utilizam combustíveis fósseis, não aumentam o efeito estufa, não emitem poluentes como monóxido de carbono e não poluem as águas. Sem contar que, com a matéria-prima necessária para fabricar apenas um carro, podem ser produzidas várias bicicletas”, comenta Paiva.

Razões para incluir a bicicleta na rotina

Quem ainda não se convenceu de que os benefícios dessa prática são atraentes para a saúde, também pode levar em conta o bem que as pedaladas podem fazer ao bolso. “Os preços dos combustíveis e do transporte público aumentam constantemente, e a bicicleta dá uma sensação de independência, já que o ciclista tem a possibilidade de escapar do trânsito dos grandes centros e pode, de quebra, conhecer novos lugares”, defende. Quem não pode pagar um personal trainer ou mesmo uma academia também pode fazer da bicicleta sua aliada para manter a forma. “Uma bicicleta tradicional, sem grandes equipamentos, pode ser o que você precisa como iniciante e não trará grandes gastos. Outra opção para iniciar é alugar uma bike, sem ter grandes gastos com a aquisição ou problemas com manutenção e armazenamento”, destaca.

Checklist da segurança

Antes de se aventurar pelo trânsito, é preciso estar atento às regras de segurança. “Esse cuidado é fundamental, pois só assim o ciclista pode evitar riscos desnecessários e acidentes”, afirma Tércio.

Confira o que é necessário observar para pedalar com tranquilidade:

  • Iluminação eficiente;
  • Uso de capacete, luvas e óculos;
  • Jamais andar na contramão;
  • Manter-se afastado das portas dos carros;
  • Andar sempre que possível à direita;
  • Dar preferência às ciclovias e ruas calmas nos deslocamentos;
  • Estar atento à sinalização;
  • Deixar a calçada para os pedestres;
  • Jamais avançar sinais de trânsito;
  • Não trafegar pelas faixas de ônibus.

 

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha