REVISTA BICICLETA - Estudo comprova que bike elétrica reduz suor e batimentos cardíacos
MPRO
Lube Cera Premium

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 84

Leia

Revista
Bicicleta



Notícias

Estudo comprova que bike elétrica reduz suor e batimentos cardíacos

Com uma frequência cardíaca média de 63 batimentos abaixo de uma bicicleta normal, usuários de e-bike começam a trabalhar imediatamente após o pedal e suam três vezes menos, em comparação com os ciclistas normais

Por ZDL
1.208 visualizações

Estudo comprova que bike elétrica reduz suor e batimentos cardíacos
Bike equipada com o Shimano Steps E6100
Foto: Divulgação

O calor que tem feito em toda a Europa deu a muitas pessoas a oportunidade de se exercitar ao ar livre, ou trocar um trem pela bicicleta para ir ao trabalho. No entanto, com o exercício, vem o temido efeito colateral, o suor. Manchas na roupa, muita umidade e necessidade de trazer mudas de roupas secas, são apenas alguns fatores que podem prejudicar o trajeto de bicicleta até o trabalho. Mesmo tendo escritórios equipados com chuveiros, há ainda o incômodo de carregar roupa extras.

Estudo científico realizado em uma instalação de testes da Fórmula 1, encomendado pela Shimano, fabricante de componentes de ciclismo, revelou o quão benéficas as bicicletas elétricas podem ser para aqueles que querem pedalar, mas não suar. As e-bikes tornaram-se cada vez mais populares nos últimos anos. Elas fornecem uma maneira mais rápida e fácil para as pessoas se locomoverem, sejam novatos em duas rodas ou mais experientes de todos os estilos, interessados em aproveitar o suporte motor.

Um dos primeiros estudos a medir diretamente a diferença na taxa de suor entre uma bicicleta elétrica e uma bicicleta normal, a pesquisa também teve como objetivo investigar os diferentes níveis de esforço experimentados durante uma viagem de bicicleta em uma cidade européia. Seis participantes pedalaram por 30 minutos em um simulador climático a 28ºC, uma vez em uma bicicleta elétrica motorizada Shimano Steps E6100 e outra vez em uma bicicleta comum. Sua freqüência cardíaca, temperatura corpórea central, classificação do esforço percebido (PSE), potência e volume do suor, medidos pelo pré e pós-peso, foram registrados.

Os principais resultados foram:
- Os participantes da e-bike suaram 3,1 vezes (350ml) menos que na bicicleta normal.
- Os participantes da e-bike tiveram uma frequência cardíaca final 63 batimentos abaixo da bicicleta normal.
- Os participantes da bicicleta regular tiveram um aumento de temperatura corporal de 0,9ºC mais do que na e-bike.

Após o teste de e-bike, os participantes mostraram pouco ou nenhum suor em suas roupas, bem como baixo estresse fisiológico. Por outro lado, após o teste de bicicleta regular, os participantes tiveram roupas encharcadas devido a um grande volume de suor e uma alta taxa de esforço.

As principais diferenças entre os participantes no final dos testes de e-bike e bicicletas regulares foram:
- RPE (nível de esforço físico) médio: 1,6 (e-bike) classificada como "leve para fácil" em comparação a 4,1 (bicicleta normal), classificada como "difícil".
- Temperatura média do núcleo: 37,5ºC (e-bike) vs 38,4ºC (bicicleta normal).

Sobre o estudo, Pieter Vincent, da Shimano, comentou: "A pesquisa mostra como as e-bikes são perfeitas para utilização nas cidades. Ao utilizar bicicletas com sistema Shimano Steps E6100, os ciclistas conseguem permanecer mais frescos, calmos e sem suar tanto, além de chegar a seus destinos com mais rapidez e mais renovados do que utilizando outros meios de transporte".

O principal cientista da agência Sports Science, Jack Wilson, afirma: "As principais descobertas deste estudo mostram que usando uma bicicleta eletrônica em vez de uma bicicleta comum, os ciclistas podem completar seu trajeto sem preocupações com o suor e a tensão fisiológica. É justo supor que os benefícios do exercício permanecem e que as e-bikes podem ser uma boa introdução para aqueles que acham que não estão suficientemente em forma para tentar ir de bicicleta para o trabalho".

Pelo estudo é possível concluir que para aqueles que procuram manter sua rotina de trabalho, mas querem evitar os efeitos colaterais de utilizar uma bike e suar demais, as e-bikes são uma forma prática de deslocamento com menor exigência, além de garantir benefícios físicos e mentais pelo exercício e evitar os estresses.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados