REVISTA BICICLETA - Pedalando: faltam ciclofaixas, acostamento e iluminação em Brazlândia
Baixe Gratuitamente a Edição Digital de Maio - Junho 2017 da Revista Bicicleta!
Pneus Kenda

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 79

Leia

Revista
Bicicleta



Notícias

Pedalando: faltam ciclofaixas, acostamento e iluminação em Brazlândia

Pesquisa aponta que bicicleta é o segundo veículo mais comprado no local. Moradores contam conseguir fazer quase de tudo de bike, já que região é pequena.

Por G1
1.604 visualizações

Pedalando: faltam ciclofaixas, acostamento e iluminação em Brazlândia
Foto: Divulgação

Uma pesquisa da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) aponta que a bicicleta é o segundo veículo mais comprado por moradores de Brazlândia. A região administrativa é pequena, o que permite fazer quase tudo de bike. O problema, mostrado por reportagem do quadro "Pedalando", do DFTV 1ª Edição, é que não há ciclovias no local.

Dono de uma loja de bicicleta no setor Norte, um ciclista afirmou haver acidentes por causa da falta da ciclovia. "Eu me locomovo bastante aqui para poder resolver alguns problemas, ir ao banco, padaria, ir no comércio."

As queixas de ter de dividir espaço com os carros são frequentes. Os ciclistas relatam já ter questionado o governo sobre a falta de estrutura. Segundo eles, além de não haver ciclovias dentro de Brazlândia, não há pistas específicas para ligar a região administrativa a outras vizinhas, como Taguatinga.

O repórter da TV Globo Fred Ferreira pedalou por Brazlândia e depois até a BR-080 para mostrar as dificuldades vividas pelos ciclistas. Ele relatou que a pista é muito estreita e que os motoristas dirigem em alta velocidade.

"O que mais preocupa aqui nesse trecho é dividir espaço com um ônibus, porque, como a gente usa o acostamento, às vezes a gente não tem noção se o ônibus vai parar ou não."

A reportagem mostrou haver trechos na BR-080 em que o acostamento é pequeno e a pista não é duplicada e de mão única. Como os motoristas não têm muito espaço, a área para ciclistas fica ainda menor.

"É complicado, dá um medo danado, você ouve o barulho. Daqui dá para ouvir, né, um pouco do barulho. Até o vento faz a gente desestabilizar, né, então você imagina um veículo desse tamanho passando por você numa bicicleta, né, algo tão frágil. Então o medo de acontecer um acidente é muito grande."

Morador do Incra 6, José Marcondes conta que percorre sete quilômetros até chegar ao centro de Brazlândia. São 26 minutos de trajeto. "Estamos aí para colaborar com o meio ambiente, porque a bicicleta é um meio alternativo para nós que moramos na zona rural, porque está cara a passagem de ônibus, então nós optamos por estar com a bicicleta aí."

Marcondes conta que no percurso percorrido por ele não há iluminação pública nem meio-fio, além da falta de ciclofaixa. Ele pedala pela BR-345.

Quer ver outras notícias do Distrito Federal? Acesse o G1 DF.

Curtiu esse post?

Quer receber mais conteúdo sobre bicicleta e ciclismo em sua casa? Então clique aqui conheça nossas ofertas de assinatura.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados