REVISTA BICICLETA - PlanBici de Belo Horizonte está há um ano parado
MPRO
Sapatilha Berm

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 87

Leia

Revista
Bicicleta



Notícias

PlanBici de Belo Horizonte está há um ano parado

Plano de Ações de Mobilidade Urbana por Bicicletas, aprovado em jul/17, não teve nenhuma das 120 ações realizadas. Ciclistas lançam plataforma de acompanhamento do Plano

Por Mobilize
6.587 visualizações

PlanBici de Belo Horizonte está há um ano parado
Objetivo é até 2020 ter 2% das viagens em BH com bicicleta
Foto: © BH em Ciclo

Há um ano, no dia 18 de julho de 2017, o prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PHS) aprovou o Plano de Ações de Mobilidade Urbana por Bicicletas da cidade e prometeu dar início em seguida à sua execução. Mas até agora quase nenhuma das 250 ações previstas foi implementada.

Segundo a organização BH em Ciclo, foram seis meses de reuniões, cerca de 100 horas de trabalho com mais de 40 pessoas, e mais de 100 contribuições feitas durante a consulta pública do Plano. O objetivo geral do Plano é fazer com que 2% do total de viagens na capital mineira sejam feitas por bicicletas, até 2020 (hoje são 0,4%).

O Plano foi estruturado em seis eixos: infraestrutura e circulação; integração modal e bicicletas compartilhadas; comunicação, educação e mobilização; governança, transparência e produção de dados; legislação e financiamento.

Como foi dito, até agora nada avançou, nem mesmo as ações mais simples, como a publicação de uma portaria instituindo o Plano, pedido protocolado pela BH em Ciclo à BHTrans.

Para ajudar a população a compreender melhor o que é o PlanBici e monitorar as ações em andamento, a associação lançou ontem (18) a plataforma https://planbicibh.org. Lá, de forma interativa, qualquer cidadão e cidadã poderá entender como estão as ações em cada um dos seis eixos, quanto foi gasto, o que está parado, o que avançou e as ações futuras. A plataforma também mostra quais são os vereadores que apoiam o Plano.

A expectativa é que, com o site, seja possível “expandir para todo e qualquer cidadão e cidadã de Belo Horizonte a possibilidade de fazer o monitoramento regular do que está sendo feito - ou não - com relação ao Plano, afirma Amanda Corradi, da BH em Ciclo. E completa: "Ter um instrumento de controle social como esse dá forças e legitimidade ao Plano, bem como possibilita que mais pessoas o conheçam e cobrem pela execução de suas ações”.

Clique aqui e confira o plano, suas ações e os prazos estipulados em sua criação.

Veja a página do Plano no site da Prefeitura de BH.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados