REVISTA BICICLETA - Raiza Goulão e Margot Moschetti ficam em sétimo lugar na Cape Epic em etapa com dois furos de pneu
MPRO
Lube Cera Premium

O Portal
da Bicicleta

SHIMANO
Revista Bicicleta - Edição 83

Leia

Revista
Bicicleta



Notícias

Raiza Goulão e Margot Moschetti ficam em sétimo lugar na Cape Epic em etapa com dois furos de pneu

Na primeira disputa da ultramaratona com longa duração, acima de 100 km, dupla perdeu tempo com as duas paradas para conserto do pneu e outras duas para a troca das rodas nas áreas de apoio

Por Gustavo Coelho
3.845 visualizações

Raiza Goulão e Margot Moschetti ficam em sétimo lugar na Cape Epic em etapa com dois furos de pneu
Raiza e Margot cruzam rio no fim da etapa
Foto: Bernhard Glessing / Sportograf

O segundo dia de competições na Cape Epic, principal ultramaratona de MTB do mundo, na África do Sul, não foi bom para a dupla formada pela goiana Raiza Goulão (PMRA Racing Team) e a francesa Margot Moschetti. Embora almejassem a briga pelo top 5 na etapa 1, com 110 km de percurso, as duas tiveram que lidar com dois furos no pneu da bike de Margot e duas paradas em áreas de apoio para a troca do equipamento. Assim, concluíram a prova desta segunda-feira (19) na sétima posição, em 5h16min32, confirmando a mesma colocação no geral da elite feminina.

A liderança da competição segue nas mãos da dinamarquesa Annika Langvad e da norte-americana Kate Courtney, em 5h38min41. Enquanto Raiza e Margot estão em sétimo, com 6h13min27, suas principais concorrentes pelo top 5, Carmen Buchacher (AUT) / Samantha Sander (RSA) e Candice Lill (RSA) / Amy Beth Mcdougall (RSA), estão na quinta e sexta colocações, com os tempos acumulados de 5h57min11 e 5h56min16.

"Particularmente tive um melhor desempenho em relação ao primeiro dia. Estávamos no pelotão de busca às líderes, Annika e Kate, que haviam escapado, mas não tão longe de nós. Era bem possível a briga para estar no top 5. No entanto, a Margot sentiu um pouco o desgaste e iniciamos uma disputa pela sexta posição. Nisso, vieram os dois pneus furados e outras duas paradas, nas áreas de apoio, para fazer as trocas da roda, o que nos fez perder um bom tempo", relatou a ciclista.

Raiza Goulão - Foto: Julian Bogen / Sportograf

"Após isso tentamos recuperar, mas acabou não sendo possível. Teremos mais algumas etapas longas, com mais de 100 km pela frente. Ou seja, temos que manter o foco da dupla e fazer o possível para não termos problemas no equipamento de nenhuma nós das duas. Importante nesta etapa 1 foi ter me sentido melhor em termos de performance. O terreno sul-africano é bastante similar ao da minha cidade, Pirenópolis, e também da Espanha, onde vivo atualmente. E por isso estou bem contente", avaliou Raiza.

Etapa 2

Nesta terça-feira (20), a partir das 7h (2h da manhã no horário de Brasília), Raiza Goulão e Margot Moschetti partem para a etapa 2 da Cape Epic. Serão mais 106 km e 2.000 m de altimetria acumulada, com início e término na fazenda Arabella Wine Estate, localizada na cidade de Robertson.

Comentários Facebook
Comentários
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Para postar seu comentário faça seu login abaixo.

E-mail
Senha

 

Cadastre-se Aqui | Esqueceu a senha?

Edições On-lineCadastre-se Esqueceu a senha?
E-mail
Senha
Revista Bicicleta 2012 © Todos os Direitos Reservados